Os melhores Parques e Jardins de Lisboa

Hotéis em Lisboa Restaurantes Buffet em Lisboa

Os melhores Parques e Jardins de Lisboa

  1. Jardim do Torel
    A requalificação do Jardim do Torel, na Colina de Santana, chegou ao fim, finalmente, e depois de muitas mudanças. Promovida pela Junta de Freguesia de Santo António, a intervenção contou com o planeamento da arquitecta paisagista Raquel Alho, que desenhou espaços para os utilizadores se sentarem na relva, envolvidos por canteiros de maçarocos (orgulho-da-Madeira) e plantas aromáticas, como a lavanda ou a verbena. No projecto, que teve como base a ideia de “jardim do amor”, os bancos foram restaurados e em cada um deles pode ler-se poesia de nomes como Ary dos Santos, Fernando Pessoa ou o letrista João Monge (autor de “Os Loucos de Lisboa”). O lago artificial, no patamar superior, está límpido e fresco e ao centro a escultura feminina voltou a erguer uma lâmpada luminosa. O ginásio ao ar livre do Jardim do Torel também está pintado de fresco e, na outra ponta, encontra um pequeno gazebo em ferro onde pode ler ou sentar-se só a apreciar a vista sobre a cidade.
  2. Jardim Botânico de Lisboa
    Ponha o dedo no ar se era daquelas pessoas que sentia falta do Jardim Botânico. Fechado desde Outubro de 2016, este espaço verde com 140 anos de história foi devolvido à cidade em Abril de 2018 depois das obras estruturais que recuperaram o pavimento de todos os caminhos e os gradeamentos que nos revelam pontos de observação das colecções botânicas. O Jardim ganhou também um anfiteatro – pronto a receber espectáculos de Verão – e novos bancos plantados ao longo dos percursos. É um belo local para uma sessão fotográfica em cenário tropical-urbano.
  3. Jardim Caixa
    Junto à sede da Caixa Geral de Depósitos (CGD), na Avenida João XXI, abriu ao público o novo Jardim Caixa, um espaço verde muito fresco, graças aos jactos de água que saem dos lagos artificiais, composto por diversas áreas de repouso que acompanham um roteiro artístico pelas esculturas do espaço, mesmo ali ao lado da Culturgest. As melhorias feitas ao jardim pré-existente, da autoria do arquitecto Caldeira Cabral, passaram pela criação de condições de segurança e acessibilidade para os novos visitantes, nomeadamente cidadãos com mobilidade reduzida. A circulação faz-se através de um caminho pedonal que liga a zona alta a nascente à zona baixa a poente, áreas ligadas por uma escada. Mas para que a toda a população possa aceder, sem obstáculos, à zona poente do jardim, foi criado mais um acesso a partir da João XXI. Foram ainda criadas zonas de estar na zona alta do jardim, foi reforçada a iluminação e colocada sinalética com horários e principais pontos de interesse. Durante o percurso pode conhecer de perto esculturas e outros objectos de arte, como a escultura em bronze de duas estátuas no Lago do Jardim Norte, chamada “Secreta Mensagem” (1989), da autoria do escultor Lagoa Henriques.
  4. Jardim da Estrela
    É “o” jardim. Plantado no coração de Lisboa, perfeito para ir para fora cá dentro. Foi desenhado há 174 anos naquela assimetria cuidada dos jardins tropicais. Tem meia dúzia de clareiras relvadas a pedir piqueniques e tardes de sorna com um livro; uma frota de bancos a ladear o passeio público, que é também um dos melhores circuitos de corrida da cidade. A servir de apoio, duas esplanadas de dois quiosques.
  5. Jardins da Gulbenkian
    São provavelmente os jardins mais icónicos de Lisboa, projectados pelo arquitecto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles. São o local ideal para passear com os miúdos ou para não fazer nada, ou seja, para se estender na relva. Os Jardins da Gulbenkian são também muito procurados à hora de almoço. Há espaços escondidos entre as árvores, lagos, percursos de pedra, tartarugas com fama de morder e pássaros que nunca mais acabam.

O Jupiter Lisboa Hotel fica localizado a escassos minutos dos Jardins da Gulbenkian e é uma excelente opção para uma escapada de fim de semana de exposições, espetáculos de dança ou concertos. Conheça este e outros pontos de interesse de Lisboa.

Back To Top
Change Language